quinta-feira, 1 de maio de 2014

Quarenta noites de oração

Já se passaram muitos dias, alguns sempre escuros
As folhas no calendário perderam sua cor
Depois de tanta dor, sem nenhum amor agora tenho Paz.


No chão despejei minhas lágrimas e dobrei meus joelhos
Com orações acendi o incensário para a Ti clamar
Ergui os olhos e vi no azul do céu a Presença do Senhor.


Quarenta noites de clamor e vasos antes rachados, agora restaurados
Famílias separadas e tristes foram unidas pelo amor de Cristo
Quem durante a vida viveu preso hoje adora a Deus, através da liberdade.


E a tua Alegria envolveu meu ser até me completar
O teu Amor encheu meu coração até sentir Deus completamente
A tua Palavra voltou a ser lâmpada para os meus pés, e a tua Luz guia meu caminho.

Nenhum comentário: