Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Clamarei: Salva-me, Deus

Eu clamarei ao Senhor
até que me salve
ou até que me livre
não quero cair nas mãos dos meus inimigos

Todo aquele que clamar será salvo
com toda a minha força gritarei
pra que vejam o poder do meu Deus

Salva-me, salva-me
e esconda-me nas Tuas asas
eu não tenho mais pra onde correr
e nem sei mais o que fazer

Destrua -os com Tua forte mão
E que eles vejam que só o Senhor é Deus

Esperança, semente de Deus

Já é madrugada novamente
e quando desejamos muito, ás vezes temos que esperar
Como uma mãe que espera um filho
Aguarda a resposta do primogênito do Pai

Porque os sonhos são como sementes
Que são regadas pelas mãos do próprio Deus
Com as lágrimas que a gente chora lá na cruz
E a esperança sempre vive, nunca morre

Pois os que choram serão consolados
pelo Senhor
Seus corações serão guardados, suas forças renovadas
enquanto a sementinha cresçe e floresce
Mas se ela não florescer como a gente quer
Deus planta outra no lugar e faz germinar

Então felizes são os que em Deus esperam
E que nEle confiam seus anseios e desejos
Pois um coração contrito não despreza
E Deus não tem pressa, tem perfeição...

Poema Triste

A minha poesia hoje é triste
tão triste que nem tem cor
nem tem ninguém pra admirar
se eu pudesse fugiria para bem longe
pra onde quem sabe só Deus pudesse me achar
 Ai eu me esconderia de todas as minhas tristezas
E as minhas lágrimas regariam um amor mais triste
ou quem sabe ainda um outro tempo mais limpo


As vezes eu me sinto à beira do abismo
como se não tivesse volta por um segundo
afinal, quem nunca se sentiu abandonado
ou desprezado depois de querer tanto e não ter

Mas se eu for ao mais alto monte
e descer no mais profundo abismo
Esquivar será impossível, pois DEUS estará lá
Salva-me ó Senhor, livra-me dessa tristeza
que veio tão derrepente e não é da minha natureza
Mostre-me a Tua glória e dá-me o Teu amor
Porque é o que eu preciso...

Me Amou Até o Fim

Se entregou por mim um homem
Que não tinha pecado algum
Obediente se entregou
Porque me amou se humilhou
E naquela cruz levou os cravos
O seu corpo foi surrado
Por todos foi abandonado
E tudo está consumado
Ele ressuscitou
Sim, Ele vive
E eu agora também vivo
Sou livre, eternamente
E vou ama-lo para sempre

Uma Lágrima

Deus, eu estou cansada de tudo
E também cansada de todo mundo
Mas é porque os corações são maus
Eles com suas palavras ferem pior que navalha
E não se importam em me ver chorar

Estou triste, e só o Senhor pode me ajudar
Tem vezes que as frases não saem do lápis
As folhas parecem que não tem linhas
E eu fico sem margem

Olho para o alto e clamo a Tí
Pois a tristeza pra Deus, não é nada
Ele é o Deus do impossível
Criador dos céus e terra

Onipotente, Todopoderoso
Pai Celeste, Supremo
És tú quem me quarda
Nas tuas asas me abrigo
Teu coração é meu esconderijo
Junto de Ti, consigo tudo


Carmesim

E virá um que lhes mostrará a verdade
Os levará para uma terra boa
E vai limpar todos os pecados de vocês
E ainda vai livra-los do mal

Ele é poderoso e conhece tudo
Ele é santo e justo
Na presença Dele a morte não fica
E a tristeza salta de alegria
Também faz o homem ter nova vida

Uns dizem que ele é profeta
Outros, que ele faz milagres e atrai multidões

Mas e vocês o que dizem que ele é?
Nós dizemos: Sim, ele é o Cristo, filho do Deus vivo
O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo

Maná

Um povo clama
Deus escuta
Viu um coração arrependido
Que dos seus pecados quer ser limpo

Desejam mais santidade
Desejam ver a face do Deus de Jacó
O mesmo que fez nas gerações passadas
Seu povo sair do Egito
E atravessar o Mar Vermelho

O Deus que com sua glória encheu o templo de Salomão
E que derrubou as muralhas de Jericó
E também fez Davi derrubar Golias

Sabem que sem santidade ninguém verá a Deus
E sem fé não poderão ver o milagre na sua geração
Mas creêm que o melhor ainda está por vir
E que a glória da segunda casa será maior que a da primeira

Deus Zeloso

Senhor que o zelo por Tí, nos consuma
Que volte o amor dos primeiros dias
E que a nossa fé não seja comprada
Retorne o tempo da Graça
Que o Verbo Vivo, se revele em nós
Antes Ele estava com Deus
E agora Ele habita nos corações

Sejamos para sempre o Teu santuário
Altar eterno de adoração, reflexo da Tua santidade
Pois só o Senhor é digno, és o grande Eu Sou

E por nós o Senhor é zeloso
Cuidando dos detalhes, do tempo
E guardando os nossos corações
Com misericórdia infinita para os filhos
E uma foice para os seus inimigos
Porque justiça é a base do Teu trono.