Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

Uma sala na Casa de Deus

Eu estava sem rumo e fui atrás de abrigo
A tempestade diminuiu a fé e tremi
Os meus ossos clamam por socorro enquanto me ajoelho pra guerra.


Subi o monte para ver sua face, fiquei firme e ergui um altar
As nuvens encobriam as paredes da casa e no chão o reflexo
Enquanto as janelas eram de cristal puro e as batentes de platina.


O piso de granito e mármore eram cobertos pelo Teu manto
O Teu manto da cor branca mais pura, meus olhos contemplaram
Suas mãos estavam fixamente estendidas e no peito um escudo.


Sua face reluzente e brilhante era quase indecifrável.
Tua gloria encheu a sala e eu fiquei entorpecido pela Presença
Como posso eu Ser simples e mortal, compreender lá do Alto sem a Sabedoria?


Pois sem crer não é possível ditar as maravilhas que no Céu habitam
Lá mora Deus, que em tudo e sobre todos tem poder. Ele é o Criador.
Já eu, daqui contemplo e exalto a Tua Majestade, oh Senhor.

Chama Viva

Eu vi a Eternidade entrar pelas frestas da minha janela
Sua presença levou embora toda a solidão e me preencheu
Com olhos molhados ouvi Sua voz e percebi seus passos.


Contemplando Tua majestade nada mais importa, És único
Meu coração anseia pela Sua volta, deseja o seu amor
Porque nem a peste, nem a guerra me separará da Tua Casa.


Teu altar eu quero ser e como chama viva arder
Porque vem o dia do juízo e o mundo verá Sua volta
E os joelhos que não se dobraram, diante de Ti se dobrarão.

Capítulo do Fim

Acaba-se mais um dia tão corrido que nem se percebe o cair das folhas
Os relógios desregulados nós lembram que os sinais são cada vez maiores
Os pássaros sobrevoam as casas todas iguais, com vidas nada diferentes.


Os jornais publicam loucuras que esfarelam na primeira ventania
Rumores de guerras, fome e os sonhos ao relento anseiam por abrigo
Nas calçadas, nas ruas pés caminham sem direção certa indo pro nada.


Os trombeteiros valentes anunciam a Novidade como ato exclusivo que virá do Céu
Lápis e papel não são necessários, porque o capítulo do fim desde o inicio está traçado
Corações com outros altares, tudo está desfigurado não há como rolar as pedras...

Mensagem: Jesus, nossa verdadeira Paz.

Deixo para vocês uma reflexão: Jesus, nossa verdadeira Paz.

 Que o nosso maior porto seguro seja o nosso Senhor Jesus! Ele deu ordem e se acalmou a tempestade. Ele fez do fim da festa um milagre transformando água em vinho. Ele percebeu que uma mulher o tocou no meio da multidão querendo cura! Ele multiplicou pães e peixes pra alimentar a multidão faminta. Ele andou sobre as águas e chorou quando soube que seu amigo Lázaro estava morto...
Ele era amor, era justiça, era a glória! Mas também era a mais perfeita humildade, dele emanava sabedoria. Enfim Ele era o Verbo vivo, que, pra sentir a nossa dor na sua mais crua carne se fez carne e tornou-se real.
Ele num ato que soa tão insano a muitos deste mundo entregou-se, ofereceu-se em sacrifício naquela cruz maldita, por você!!
Entregou-se numa cruz que era reservada apenas para aqueles que infringiam a lei, a ladrões, a condenados. Naquele tempo era comum essa condenação. Mas Jesus não era comum. Jesus era completamente santo, imaculado e…

Primeiro Jardim

Cai a noite e me lembro de Ti
Vejo as aves no céu e sinto a Paz
As ondas do mar que borbulham refletem Sua majestade.

A natureza expande assim como o seu Reino diariamente
Todo o ser que tem fôlego Te adora para sempre
Fomos criados pelas Suas mãos, conforme a sua imagem estamos vivos.

Quando me assola a fome  Tu me alimentas com o maná toda manhã
Quando estou em perigo Teus braços me protegem
És gentil e educado como um buquê de rosas perfumadas. Eu não sinto espinhos.

Em tempos de decisão com amor guia-me pelas águas tranquilas e mansas
Vem e dança comigo até o tempo da Eternidade me possuindo totalmente
A Tua Palavra levou-me a Verdade, me levando ao meu Pai.

(Poema inspirado em Gênesis 1: 1-3 e João 1:14).




Os Olhos de Deus

Quando tentei me esconder no mais profundo abismo, Tu estavas lá
Enquanto caminhava Seus olhos me seguiam. Pareciam me vigiar
A impressão de que cada respiração era contada pelo seu rítmo.


Todo momento sentia Sua presença como dois enormes Olhos sobre mim
E  o meu ser passou a temer a sua Santidade, mesmo que não percebesse isso
O tempo às vezes se fazia inexistente e eu já não tinha coragem de me ver no espelho.


Nos dias que eu apenas via o meu ser pecaminoso e sem valor
A Tua Graça encheu meu coração e apagou a vergonha que sentia
E teus Olhos cheios de amor me mostravam a alegria me fazendo persistir no caminho.


Quando me Olhavas contemplava  a Tua grandeza e beleza que me faziam te amar ainda mais
Admirando o Deus do infinito, o grande Criador deste mundo que, mesmo louco é lindo
Eu como um pontinho posso ser guardado pelas Tuas mãos e sempre observado pelos seus Olhares.