Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

Da guerra à Glória

Noites quentes, pensamentos voadores e ideias constantes
Passeando entre dois mundos, eu procuro um lar pra morar
Com um ar celestial em meio a guerra, torna-se oásis meu deserto.


Nas montanhas verde musgo apoio minha cabeça sobre a rocha e durmo
Enquanto um céu estrelado me lembra da grandeza do Senhor. meu Deus
A felicidade invade o meu ser que canta louvores para engrandecer Teu nome.


E escrevo com as pedras no asfalto sobre meus acusadores, que difamam minha honra
Mas Deus faz a sua justiça jogando meus pecados no esquecimento e eu lanço o perdão
A Tua misericórdia me persegue e como o Sol iluminas meu caminho rumo a Glória para sempre.

Não enterre o seu talento. Desperte o dom que já vive em você!

Uma mensagem para motivar você a correr atrás dos seus sonhos. Porque Deus é Deus em todo o tempo e suas misericórdias nunca acabam.


O ano de 2014 está acabando. As promessas de Deus continuarão a existir na sua vida e as bênçãos correrão atrás de você, porque todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.
Qual o seu sonho? O que você sempre teve vontade de fazer mas não tinha coragem ou não tinha certeza se era mesmo o momento? Você sonha grande ou pequenininho? Sonha em grupo ou não quer mais sonhar desacompanhado?


Afinal, o que você tem feito para que o seu sonho vá para o papel e se torne realidade?


 Adquira conhecimentos, estude. Faça cursos de línguas, de informática, um curso superior no que você acredita ter aptidão, ou porque todos estão falando e você ficou curioso. Muitas vezes não era somente curiosidade, mas o dom que Deus te deu querendo se manifestar em você. Para isso, você tem que se aperfeiçoar e o dom através do seu talento, se manifestará através de…

Aquela correnteza

A correnteza tenta me levar pra bem longe da minha dor
E a minha mente vagueia entre este mundo e aquele Outro
Desaprendi a contar as moedas e acumulei dias no cofrinho.


Enquanto eu desenho um amor com as nuvens do Céu, vou sonhando
O relógio e seus ponteiros ruíram bem antes dos próximos seres nascerem
O Agora já é sem importância, porque as fotos coloridas estão sem nenhuma graça .


Com passos lentos acompanho o Horizonte prateado esperando por alguma novidade
Todas as pessoas não olham mais as paisagens na moldura mas suas vidas estão tortas
O amor ao Próximo se dissolve numa briga e as desavenças se mantem acesas como um cigarro.


As folhas caem, as telhas batem, os meses correm anunciando que o Fim está chegando
Então logo virá o Senhor com a espada para Justiça e um cetro para governar as nações
Ele Vem para enxugar dos nossos olhos as lágrimas e dar a todos novos dias de Paz.

A Coroa da Vida (para os que perseveram até o fim!)

Quando a maldade esfriar o coração do mundo, Eu te abraçarei
Ou se a escuridão cegar-me os olhos ainda tenho a Tua luz
Os dias são mais frios porque perdemos a Graça que está em seu Amor.


Reaviva em nós o seu Amor e a alegria da Salvação, faz queimar de novo
Dá-nos o gosto dos teus manjares e a comida de porcos esqueceremos
Vem e fere a nossa carne, quebra o orgulho e faça a Sua vontade.


Com Teu fogo purifica nossos corpos e como a Aliança que adorna, vem morar aqui
Que o seu Olhar vasculhe a nossa vida e a troque pela sua Vida. É tão melhor.
Molda o coração cruel, em um coração arrependido, perdoador e de valor.


Que nos dias de luta mais terríveis ou quando o medo assombrar a tua Mão venha nos guardar
E que se dobrem nossos joelhos para agradecer a Ti, pelo fôlego mesmo que a vida pareça findar
E quando no sol o calor queimar, venhas Ó Água Viva nos saciar, com a certeza da Eternidade.

Ventos de Paz

No meio da noite, quando ainda era frio o teu Amor me aqueceu
E quando todos os meus amigos correram Eras o único que segurava a minha mão
A minha alma estava perdida e a sua Palavra me trouxe de volta ao Reino da luz.


Já posso ver o horizonte porque a guerra já passou. Restou só a neblina.
A chuva veio regar o campo pra fazer desabrochar as flores e crescer os frutos
Agora a casa está com tudo em seu lugar e a luz do Sol pode entrar iluminando.


A brisa do Senhor vem soprando e trazendo a calmaria dos dias de Paz
O céu azul-turquesa com suas nuvens em ondas são uma obra-prima
Na cidade de cimento e aço com relógios disparados, Ele é o guardião do Tempo .



Átrio

Em outros dias eu preferi outras vidas sem máscaras
Mas em todo o tempo eu escolhi adorar ao Senhor
Abri mão de uma vida velha e antiga pra ter com Cristo uma nova vida.


Ainda com lágrimas caminhei milhares de caminhos sozinhos
Num pátio eu me vi diante de Ti, prostrada como um perfume jogado
A tua presença resplandecia enquanto as vestes brancas escorriam do trono.


Depois de quarenta noites suplico sua atenção e um centímetro de Amor
Nem o céu mais azul comportaria meu amor ou a terra mais árida me separaria de Ti
Cada segundo Contigo, cura o meu coração e traz a Eternidade para um momento real.



Quarenta noites de oração

Já se passaram muitos dias, alguns sempre escuros
As folhas no calendário perderam sua cor
Depois de tanta dor, sem nenhum amor agora tenho Paz.


No chão despejei minhas lágrimas e dobrei meus joelhos
Com orações acendi o incensário para a Ti clamar
Ergui os olhos e vi no azul do céu a Presença do Senhor.


Quarenta noites de clamor e vasos antes rachados, agora restaurados
Famílias separadas e tristes foram unidas pelo amor de Cristo
Quem durante a vida viveu preso hoje adora a Deus, através da liberdade.


E a tua Alegria envolveu meu ser até me completar
O teu Amor encheu meu coração até sentir Deus completamente
A tua Palavra voltou a ser lâmpada para os meus pés, e a tua Luz guia meu caminho.

No terceiro dia, ressurreição(Um poema sobre a Páscoa)

Eu caminhei por longos dias
Eu achava que tinha uma vida
Eu pensava que sobre todas as coisas sabia.


Mas na verdade eu estava cega, com uma fé incompleta
Pois procurava o que Vive, lá onde os mortos estavam
Paredes de pedra, imagens de barros, coração enganado.


Até que um dia a Tua voz ouvi e Te percebi
Descobri que sempre moravas em mim e que nunca Estavas ali
Pude conhecer o Deus de toda a graça que me deu a Salvação.


Hoje tenho nova vida, novo coração e vivo com Cristo a alegria da Ressurreição.



Sem espelhos, vasos rachados...

A madrugada me isola nas minhas dores sem sabor nenhum
Entre lágrimas e riso não sei aonde pisar, é difícil calar a alma
Não tenho espelhos porque não me vejo mais neles.


Ruas parecem tão largas, enquanto a minha vida corre estreita
E a santidade tenta embelezar essas paredes tão feias. Foi-se a cor.
Dou voltas em círculos mas não tenho outro destino.


Minha mente sobrevive atenta e meu coração surrado respira forçado
Meu caminhar já foi fácil, mas agora o calendário passa rápido
Minhas palavras eram mais doces, meu abraço confortador.


Com toda a força ergo as mãos a Ti, clamando cura e perdão
Restaura esse vaso rachado para que Teu Espírito seja derramado
Faz-me bradar Teus louvores e me devolve a vida sem dor, uma nova cor.









Uma nova vida...

Eu ouvia a voz de Deus, enquanto dirigia pela estrada para a nova vida
Meus relógios sem ponteiros e meus sonhos sem freios seguiam
Entre tristezas, alegrias ainda esperava o nascer do dia.


Mas me coloquei de joelhos diante do altar do meu Senhor
E fiz do meu clamor incenso e da minha vida sacrifício vivo
Lembrei da esperança, do primeiro amor que a dor não me levou.


Aquela cruz, os meus pecados e os pregos.
Ele sangrou por mim
Longos e novos dias estão por vir...



Um Perfume ( um poema inspirado no livro de Cantares. É sobre o amor)

Ela admirava a lua em plena madrugada
E o seu coração sonhava...


Ela queria uma nova vida, uma nova alegria porque há tempos não sorria
Se olhava no espelho e via uma princesa refletida que tinha lágrimas em cinzas


Ela clamava para que Deus lhe mudasse a sorte e a dureza de seu destino
Em muitos rostos via o amor, mas nenhum deles tinha a excelência de um amor Divino


Num mundo difícil homens preferiam ser meninos e meninos não cresciam como homens
Mas as pétalas das rosas ainda exalavam seus perfumes. Há quem queira embriagar-se?


 Um amor sem dor, um amor como Jesus amou, um amor perdoador, um amor consolador


Pois o tempo estava pintado em alto relevo nas paredes peroladas com bordas douradas
Enquanto ela tenta esperar paciente pelo dia em que o olhar dele com o dela se encontraria.


E ele ao vê-la diria: Vem amada, amiga, vem pomba minha!

Refletindo: Redefina prioridades e seja grato!

Já pensou em reavaliar a sua vida? Quando você passa por turbulências constantes é um bom momento para fazer isso. Bom, é o que nas últimas semanas tenho feito. Aquela sensação de limpar a sua gaveta daqueles papéis que nem usa mais e só ocupa espaço não deixando vir o novo de Deus, para a sua vida.




Reavaliar as prioridades com o mesmo peso em que a idade te alcança (e para alguns ultrapassa) faz com que algumas coisas mudem e também de lugar. Você tem sido grato a Deus pelas coisas que tens como seu emprego, sua cama para dormir e até mesmo seu prato de comida? Este último muitos nem pensam nem na hora de agradecer e na questão de que comer é um grande privilégio.
Afinal, você não precisa se preocupar Deus já se preocupa enquanto você dorme, mas agradecer é seu papel. Então volte e agradeça por todas as coisas que você tem conquistado até agora, porque você só as tem pela infinita misericórdia ... Ou não levantaria da cama.






Que em todo o tempo nunca esqueçamos de onde Ele nos tirou…

De joelhos dobrados (Um poema sobre clamor e oração)

Eu clamei até que me ouvisse
Eu sonhei desejando que me mostrasse
Eu caminhei até chegar aonde habitas


Olhei para o horizonte e vi nuvens douradas pelo Sol


Corações rasgados, sentimentos derramados para Ti
Imaginando as coisas do mundo Eterno e sem fim
De joelhos dobrados, com rosto molhado me entreguei.


E nas orações de todo dia procurava a saída
Ou ainda a resposta de uma nova vida
Buscando um novo sentido pra se ter alegria.



A Grande Guerra

Sou como um peregrino vou pelas madrugadas sem parada
Todo o fôlego se foi e já não sinto meus pés firmados
A minha mente sempre inquieta juntando mil coisas

Muitos anos de batalha deixaram as minhas fardas gastas
As botas sem solas e munições já no fim. Quase resto
Camuflagens não escondem mais a minha dor...

Até quando tudo isso, hein Senhor?

Entre fios, grades, avenidas e vielas nada têm saída
Imobilizada pelo meu próprio medo, não posso prosseguir
Enquanto o grande Dia não chega tento me manter em pé.

Minutos que parecem tão longos me afastam da Sua volta
A maré sobe e tento ir contra a esperança
Na minha rede acabaram os peixes, sobraram anzóis.

E na garganta seca as lágrimas vão bradar
Quando houver fraqueza tua Palavra me sustentará
No dia que não conseguir mais ver a Sua gloria me guiará.


Renovo (um poema sobre a alegria da Salvação)

Ah, como são maravilhosos os Teus caminhos
Quão maravilhosas são as obras das Tuas mãos
E o meu coração clama por Ti desesperadamente...


Anseio pela cura do meu corpo e renovação da minha mente
Faz de mim um vazo novo pra jorrar um vinho novo
Que meus olhos vejam novamente a Tua Cruz.


E eu volte a ter alegria como naquele dia em que conheci a Salvação.